terça-feira, 15 de novembro de 2011

A fonte de incredulidade


No princípio o homem acredita que tudo era dádiva ou castigos de um poder superior. A chuva, a seca, a fome, a boa colheita, tudo vinha dos céus. Até que uma corrente filosófica começou a estudar a natureza, e seus fenômenos. Logo descobriram que tudo se desencadeava de maneira simples e lógica, não precisando nenhum poder sobrenatural.
Essa corrente de pensamento, quecomeçou na Grécia por volta do século V A.C., estudava a essência de todas as coisas, a ligação homem - natureza.
Naquela época e região, o povo era politeista, acreditavam em vários Deuses, como a mitologia grega e nódica nos ensina. Mas por volta do século IV D.C., junto com a queda do Império Romano, foi instaurada a Igreja Católica, que fundamentava seus dogmas em relatos feitos por pessoas que conheciam e as vezes conviveram, com um certo messias, Jesus Cristo.
Embora, e evidentemente, eu não possa provar, acredito em uma teoria que para mim é a mais razoavel em torno da história de Cristo e o livro sagrado Católico: são contos fantásticos.
Mantenham a calma senhores fanáticos, religiosos e conservadores dos bons costumes. Não estou dizendo que isso não existiu. Não estou dizendo que Cristo não era tão superior quanto ele foi. Mas temos que concordar em três pontos - e se eu estiver errado, gostaria de pedir que me explicassem o porque, mas claro, partindo da lógica, não do "achismo", tudo bem? - e são eles:

1) Vivemos em um mundo real: A física e suas leis regem a vida terrena. Leis de Newton, da gravidade, por exemplo. Pois bem, naquela época, não tinham todo esse conhecimento sobre a física, logo, precisam fantasiar sobre um, como diria Nietzsche, o "Übermach", um ser, ainda humano, mais superior aos demais, um virtuoso.

2) Os povos eram politeistas: A uma pessoa que acredita que raios são a fúria de um Deus, e a boa colheita é um presente do Céu, esperar que algo lógico saia de sua mente é pedir demais, não é?! E agora, pensemos: de que maneira se pode instruir um povo leigo, para ter o controle deles e de suas terras? Contamos à eles a verdade sobre os estudos físicos, filósoficos, politicos e ciêntificos, ou, criamos uma história em que um super-homem nasce e renasce, anda sobre as aguas, multiplica pães e cura doentes? E que, esse mesmo homem diz ser filho de um único Deus, que devemos seguir ordens, porque, apesar de ele ser extremamente paz e amor, sua ira e amão da justiça pesará contra os incrédulos e infiéis...?

3) Massa de manobra: Era o fim do Império Romano; o país em guerra, fome e carnificina. Era extremamente viavel que os paises se pacificarem. Mas precisariam de um bom plano. Então o estágiario diz:
- Senhor, que tal pegarmos aquele homem com toda sua alma filantrópica e de bom coração, e fazermos dele um super-homem?

Assim nasce o Cristianismo e a Igreja Católica. O Império Romano ruiu. A invasão Barbara. Divisão das terras em feudos. E assim começou a Idade Média, também conhecida como a "Era das Trevas". É assim chamado os mil anos em que a Igreja Católica constituiu poder maior que os homens, e maior que o Estado. Você deve estar se perguntando o porque de "Era das Trevas", não está?! Não é contraditório uma religião basea em Cristo, um homem até então bondoso e cheio de amor para com o próximo, ter tão má reputação de uma hora para outra?
Acontece que a Igreja Católica estabeleceu um "poder monarquista", bem parecido com o do rei,só que divino. Ela elaborava e aplicava as leis. E quem fosse contra a Igreja, ou blasfemasse, ou pensasse por si só em filosofia e ciência, eram cassados, assim como Copérnico e Galileu; e as vezes até quiemados em fogueiras em praça publica, assim como as "bruxas".
- "O tilintar de uma moeda no fundo da caixa, libera uma alma do purgatório". - Essa frase foi dita por um bispo, no filme "Lutero", o precurssor da Reforma Protestante. Embora tratar-se de ficção, ilustra bem minha opinião sobre o que acontecia na época, e claro, baseado nos livros dos que viveram lá.
A Igreja Evangélica começou com Lutero, em meados do século XV D.C.. Ela, baseando no Evangelho de Cristo, o inicio do Catoliscismo, a base do Cristianismo, funda uma religião que tras de volta a paz e o amor proferidos por Cristo. Nesse mesmo tempo a filosofia voltava à ser o centro das atenções: agora ela se ocupava não mais com a essência da natureza, mas com a do homem e Deus.
Assim a sociedade foi se dividindo entre católicos, protestantes e ciencistas, filósofos ou céticos. Sobre a sociedade de hoje, vou deixar para o próximo post.
O que me fez escrever esse texto, foi a idéia de que como o homem muda, e como muda o mundo. Como as instituições nascem boas, e como o homem as corrompeem. Estou disposto a crer em o "lobo do homem", de Hobbes. O homem é egoísta por natureza.
Agora queria deixar alguns pensamentos no ar: primeiro, eu não sou dono da verdade, nem quero tal responsabilidade. O que quiz fazer nesse texto é mostrar que precisamos pensar por nós mesmos. Se você tem uma dúvida, seja sobre religião, ciência, poítica, entra outras, não pergue para quem sabe, ou acha que sabe... Prefira aprender sozinho, vá atrás, estude, pesquize,chegue a sua própria conclusão, e depois, aí sim, discutir com amigos e professores é importante e necessário.
O segunto ponto que eu queria deixar claro aqui, é que minha intenção não é te levar a acreditar no que acreditoe muito menos fazer você deixar de acreditar no que você acredita. A culpa de você não se interessar pelos estudos não é totalmente sua. Foi a sociedade, o meio que o fez assim. Para a política é interessante manter o povo sem conhecimento, para assim ser mais facil de manipulá-lo.
Terceiro ponto: eu não sou católico e não sou evangélico, caso pensem que estou favorecendo uma Igreja e discrimando outra. Sobre a Igreja Protestante e seus dizimos absurdos cobrados para queimar cartas na "fogueira santa"; onde os pastores ficam cada vez mais ricos e os fiéis cada vez mais pobres, pretendo discutir sobre isso em um proximo post, este já deu uma idéia do que quero dizer com "pense por si mesmo".
Portanto, uma dica: estude!

domingo, 23 de outubro de 2011

A pessoalidade da vontade


O homem certamente é induzido pelo meio. Isso é uma verdade. Mas até que ponto ele é responsável pelos seus atos?
Existem correntes de pensamentos diversos sobre o assunto. De um lado pensam que o homem, quando age de acordo com a sua subjetividade, na verdade, ele age de modo pré determinado, induzido, alguns dizem ainda que coagido, pelo meio, pela sociedade. O homem então não tem vontade, ele simplesmente executa condutas pré-determiandas pelo meio.
De outro lado, outra corrente diz que existe sim influência do meio sob o ohomem, mas essa não é uma determinante na conduta humana, pois que a escolha de executa-lá é exclusiva do agente, onde este tem vontade e discernimento para tal.
Supondo no primeiro caso, que o homem é coagido pelo meio, eliminaria a intençao da conduta, assim dexaindo de existir o crime baseado em dolo, baseado na intenção do resultado.
Mas não acho que é isso que acontece. O homem tem sim escolha e discernimento para executar suas ações. Exceto em casos de deformidade mental, o homem tem conhecimento de seus atos e do que lhe é permitido e proibido, tanto moral quanto penalmente.
E não precisamos nos prender a matéria penal para discutir sobre conduta. Uma simples ação como entregar uma flor à namorada, por exemplo. Você executa a ação pois isso a deixaria feliz. De certo modo, o meio te influenciou a faze-lo, já que isso é tão com em filmes e romances. Mas o meio não pode coagi-lo a executar a ação, você só entrega flores a sua namorada se você quizer, não a obrigação nenhuma.
Portanto, o mérito ou culpa da conduta humana é toda e exclusiva do agente, do homem.

domingo, 2 de outubro de 2011

Carpe Diem


Aprender a viver, pois algumas pessoas apenas existem.
Máximas assim expressam muito de nossa vontade, mas não toda ela.
Como um verso de Clarice Lispector: "Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão".

Momentos ruins acontecem para nos fazer lembrar dos momentos bons, enquanto os bons acontecem para nos fazer esquecer dos ruins. E esse ciclo vicioso perdura por todo a vida.
É facil falar. Dificil fazer. Viver cada dia como se não ouvesse amanhã.
Temos problemas. Vivemos neles. Vivemos deles.
A questão não é ver um copo meio cheio ou meio vazio, a questão é como enxê-lo ou esvaziá-lo, porque não é para sempre que estará ali.
Mudanças e mais mudanças. Atitudes heróicas e outras muito covardes.
Tragédia e comédia competem no mesmo palco em que o Sol e a Lua desfila seus raios refletidos na gravidade.

Jovem cavaleiro, que por onde brandir o veneno de sua espada, possa ficar os destroços de um dia ruim. O Leviatã que te faz pensar em noites passageiras, que possa ser seu guia nos atos de coragem. E que Deus ilumine sua alma quando não mais resistir a saudade.

Esperança para que dias melhores virão.
Razão para saber discenir o erros dos acertos.
Emoção para saber colocar os olhos nos olhos, segurar a mãos leves de uma dama e faze-la sorrir.
Saudade para os melhores momentos de nossas vidas.
Vontade para faze-los acontecer novamente.
Inspiração para não faze-los de forma igual, e...
Destino, para saber que sempre seria assim.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vivendo para sempre


Os dois debruçados sob a janela, do segundo andar, de um hotel em plena madrugada de sábado:
- Sabe como é imaginar sua vida...- ela reflete indagando-se.
- Viver imaginando a vida? - ele responde.
- Quando imaginava minha vida, colocava cada ponto, cada detalhe, de como queria que fosse.
- E cada vez que se enchia de alegria...
- Vivia aquele momento como se fosse o agora.
- E agora acha que está vivendo aquele momento?
- Com toda certeza.
- Sonhava em enfeitar a Lua em uma madrugada de hotel?
- A Lua enfeitava meus olhos. As janelas de madeira, o abajur envelhecido, e vinho barato... Cada detalhe que faz desta noite a mais feliz de...
- Nossas vidas.
- Poderia viver esse momento para sempre.
- Quem disse que precisa acabar?
- Quando a luz do Sol iluminar a cabiceira da cama...
- Eu estarei feixando a janela no instante em que os raios de Sol pensarem em entrar.
- Viver para sempre...
- Em um quarto de hotel...
- Com lençois cor de vinho...
- Enquanto o Sol e a Lua dividem espaço...
- No quadrado mágico...
- Em que hoje te abraço forte...
- Comparando seus olhos com luar...
- Vivendo esse momento, para sempre.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Girassol


Trazer-te a mim como um sonho de verão,
Nas pétalas da primavera,
Onde nossos frutos serão amor e paixão,
E mesmo que passe todos os invernos,
Nossa estação será eterna.

Assim como a vida corre pelos trilhos,
Os degraus panorâmicos clichês,
Os presentes cor de chocolate branco,
Nos teus olhos brilhando,
E a silhueta balançando,
De um lado para o outro,
Assim como se gira o arco-iris,
Como o girassol no fim da ponte,
Quando o sol bate e reflete,
Dos seus mais intimos segredos.

E dos leves sorrisos,
Claros e felizes momentos,
Cristalinos quanto a fonte,
Das sementes que brotam,
Nas veias onduladas,
Quando o coração pulsa,
O calor vem soprando,
E soprando,
E soprando...

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Monarquia Democrática

Era uma vez um grupo de pessoas que viviam de forma primitiva. Moravam nas florestas, plantavam e caçavam o necessario a subsistência. Eis que esse grupo cresceu, e com varios pensantes, temos varias opiniões contrarias. Isso gerou conflitos, guerras. E para por fim a elas, resolveram criar normas basicas de respeito mutuo a cada pessoa e sua propriedade. E cada norma desrespeitada, o que o fez pagará de forma igual como pena. Para garantir que essas normas fossem cumpridas, foi designado ao melhor grupo - seja de dos mais fortes, intelectuais ou populares - o trabalho de garantir, segurar, fazer cumprir o que agora era lei. Esse grupo maior é então o Estado.
Trazendo para os dias de hoje, para que o Estado pudesse cuidar da propriedade publica, e assegurar o direito a propriedade privada das pessoas, ele precisaria de ter como pagar o trabalho dos homens que fariam a segurança propriamente dita. Ou as intelações eletricas. Ou o serviço de tratamento de esgoto. Condições minina de existência para qualquer pessoa. E para pagamento destes serviços, o Estado arrecadaria uma certa quantia mensal, para todos os custos.
Perceberam como é uma linha simples de acontecimentos?! O Estado recebe as contribuições, paga para terceiros, ou próprios contratados pelo Estado para fazer o serviço.
Até ai tudo bem. Agora, vocês sabem o que significa Democracia?
Democracia quer dizer o "poder do povo". O Brasil é um pais de sistema democrático, onde as pessoas, os cidadãos, decidem quem colocar para cuidar do Estado. O povo escolhe quem vai garantir os seus direitos.
Agora olha para o Brasil. Você está feliz com o que vê?
Só usando como exemplo, vamos pegar a saúde. O brasileiro paga tanto de imposto por mês, seja na compra ou na venda de qualquer produto que seja de sua propriedade - percebeu? SUA propriedade... o que o Estado tem que intervir em uma venda ou compra sua?! - Enfim, seja na reformulação dos impostos de renda, INSS, ICMS e tudo mais.*Caso você queira apronfunda-se no assunto, aqui está um link sobre os principais impostos do Brasil: http://www.portaltributario.com.br/tributos.htm
Você paga tudo isso de imposto para ter um serviço de saúde que no minimo funcione, certo?
Se quizer pode voltar no começo deste texto, e lembrar as verdadeiras funções do Estado, que é: garantir os direitos dos cidadãos.
Mas, supondo que o serviço de saúde publica não funcione. Supondo. Você terá que contratar um serviço de saúde privado, sem que para isso você deixe de contribuir com o serviço de saúde publico, que no caso, não funciona. Ou seja, você paga por duas vezes, dois serviços, por algo que é dever do Estado garantir para ao cidadão.
Aí de repente lê-se no jornal: Desvio de dinheiro publico! Caixa 2! Mensalão!
E o que o povo faz: Nada.
Porquê, pensando bem, nem o Presidente sabia de nada, não é mesmo?!

Será que tem alguma coisa errada aqui?!
Se não podemos mudar esse país por nós mesmo, vamos mudar pelos nossos filhos, nossos netos, para que quando formos embora desse mundo, saibamos que construimos, ou reformamos, um país melhor, para todos.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Antes que esqueça


Fiz-me o vento,
Para de leve,
Em seu rosto tocar.
Sempre atento,
Para que a neve,
Não possa ficar,
Sobre nossas noites,
E nossos beijos,
Nossas fontes,
Nossos desejos,
Nosso amor,
Nosso amar.

Um relógio lento,
Uma hora,
Que não queria passar,
Em meu pensamento,
Sempre e agora,
Daquele momento vou lembrar,
E antes que esqueça,
Só queria te dizer...

terça-feira, 19 de julho de 2011

Sobra tanta falta


É tudo igual,
Cada degrau,
Intercala os tons de cinza,
Que na brisa,
Da minha saudade,
Vem me tocar.

Nostálgico ser,
Deja vu parecer,
E não acontecer.

Fotografias guardadas,
Em caixas enfeitadas,
De puro amor e nada,
Sonhos da magrudada,
Escondidas,
E bem assim,
Não importa começo e fim,
Se o meio esta em mim,
E o futuro é você.

terça-feira, 12 de julho de 2011

Tribos Urbanas I - O individual e o coletivo


É certo que gostos parecidos atraem-se, como ideologia, música, etc.. Mas percebi que existe um grande paradoxo na sociedade de hoje.
Tribos urbanas são grupos feito de pessoas que tem sua ideologia formada, que seguem principios rigidos determinados por eles. Estes principios por vezes são imorais ou até ilegais, perante a sociedade, os costumes e as leis. E independente do que qualquer cidadão comum acredite, eles seguirão os "mandamentos" regulados por tal grupo. É exatamente o que acontece com a religião.
As pessoas buscam uma tribo ou um grupo social para firmarem-se individualmente. Portanto, o indiviual faz-se mais seguro junto de pessoas que compartilham o mesmo pensamento, o coletivo. Assim sendo, podemos dizer que o coletivo e forte por ter várioas pessoas que pensam e agem da mesma maneira.
Agora que já entendemos como funciona uma tribo urbana, podemos fazer a segunte pergunta: Porque tanta descriminação?
Existem pessoas que gostam de se vestir de maneira socialmente comum, pessoas que gostam de ir a Igreja, trabalham, estudam e gostam de levar uma vida tranquila e pacífica. Chamaremos elas de conservadores dos bons costumes.
Do outro lado, existem também pessoas revoltadas com o meio social, e decidem banalizar ou agredir a sociade, seja com seu visual, ou música, ou filosofia. Estes chamaremos de liberais. São pessoas que de algum modo querem se destacar do comum.
A ideologia gótica, por exemplo, usa um visual sombrio, as vezes mórbido, as vezes vampírico, para realmente chocar a sociedade, pois que - agora uma opinião particular - a simples existencia, como fazem os conservadores, de ter menos ambições ou vontades que uma planta, não faz sentido algum. Nascer, crescer, reproduzir-se e morrer. Não interferir em politica ou algo algum para melhor a própria vida ou a sociadade, e as vezes pior, o que faz é só criticar, mesmo sem saber do que está falando.
Não estou aqui recalmando pelo mal que falam ou pensa dos góticos, mesmo porque a intenção é essa, diferenciar-se do comum. Portanto, o que venho lhes apresentar aqui é um sentimento nobre que a muito não vejo: respeito.
Respeitar diferenças, porque, independente ideologias, filosofias, crenças religiosas, opções sexuais, e tudo que nos individualiza, no fim somos só pessoas, todas iguais, querendo satisfazer o próprio ego.
Todas as pessoas tem preconceitos. O que não é necessário é torna-los publicos. Guarde seus preconceitos pra você.

domingo, 3 de julho de 2011

Até o fim!


"Corra!
Salte sobre seu dragão,
Ou seu tapete mágico,
E conquiste o mundo!"

Sonhos só se tornam reais quando os fazemos reais.

A diferença entre conseguir e fracassar está em como você enxerga o futuro.
E o futuro, nada mais é a maneira que você lhe da com os conflitos do dia-a-dia.
Otimismo e pessimismo são apenas curas momentãneas para um efeito. A causa é você mesmo.
Pra alguem acreditar que você é capaz, primeiro, você tem que acreditar.
E nunca desistir.

Quando encontrar um próprosito pra lutar, vá até o fim.
A vida não faz sentido quando não se tem porque lutar.

domingo, 26 de junho de 2011

Micro ao Macro


Grãos de areia cruzavam o céu,
Pensando serem meteoros,
Em chuvas silenciosas,
Belas e ocasionais.

Cada toque na corda,
Era uma nota que escapava,
Por entre meus dedos,
E ao mundo ecoava,
Tomando forma em escala,
No espaço propagava,
Feito música,
Onde a letra,
Quando eu queria,
Rimava.

Sempre soltas,
Se presas, abafadas ficariam,
Se presas, inuteis seriam,
Niilistas e alcoolatras,
Com tempo,
Se tornariam.

De cima do telhado,
A chuva de metoros na cessava,
A areia nunca acabava,
Achando que era efeito ou coisa assim,
De causa alguma do universo,
Leis e leis tais sem fundamento,
Quem e quando era o fim.

Hipocrisia e má alimentação,
Matam muitos hoje em dia,
Seja de palavras ou crenças,
Ou ódios e preconceitos.

Apenas humanos,
Lutando com unhas e dentes,
Acreditando em algo que nunca viram,
Não ouviram, não tem provas,
E fisica não importa.

Quero uma razão para me achar melhor que alguém,
E quero julgar este alguem como bem entenda,
Pois que mal ele faz a mim,
Quando não acredita e não compreende,
Que só eu estou certo,
Mesmo quando todos sabemos,
Que não sabemos de nada.

Os meteoros voltaram para a praia,
Meu violão voltou para de baixo da cama,
Minhas pautas voltaram para o canto da mesa,
Junto dos livros de poesias,
E aos poucos ia despendindo-me de mim,
Guardando na primeira gaveta minha consciência,
Na segunda minha razão,
Na terceira meu coração.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Decifrando o título do Blog


Olá pessoal.
Bom, nesse post não preparei nenhum texto, e também não penso em nenhum assunto pra tratar de forma a persuazi-los, a se tornarem pessoas esclarecidas, como procuro fazer neste blog.
Algumas pessoas me perguntam quem são essas personalidades no titulo do blog. Então neste post as desvendarei. - Não achei outro termo, então vai este mesmo. rs

Vamos lá, de cima pra baixo, da esquerda pra direita:

Arthur Schopenhauer: (Danzig, 22 de Fevereiro 1788 — Frankfurt, 21 de Setembro 1860) foi um filósofo alemão do século XIX.Seu pensamento é caracterizado por não se encaixar em nenhum dos grandes sistemas de sua época. Sua obra principal é O mundo como vontade e representação (1819), embora o seu livro Parerga e Paralipomena (1851) seja o mais conhecido. Schopenhauer foi o filósofo que introduziu o Budismo e o pensamento indiano na metafísica alemã. Ficou conhecido por seu pessimismo e entendia o Budismo como uma confirmação dessa visão. Schopenhauer também combateu fortemente a filosofia hegeliana e influenciou fortemente o pensamento de Friedrich Nietzsche. (Wikipédia e Cultura Brasil)

Albert Einstein: O mais célebre cientista do século 20, foi o físico que propôs a teoria da relatividade. Ganhou o Prêmio Nobel de física de 1921. Einstein tornou-se famoso mundialmente, um sinônimo de inteligência. Suas descobertas provocaram uma verdadeira revolução do pensamento humano, com interpretações filosóficas das mais diversas tendências. (UOL-Educação)

Friedrich Nietzsche: (Röcken, 15 de Outubro de 1844 — Weimar, 25 de Agosto de 1900) foi um filólogo e influente filósofo alemão do século XIX.(Wikipédia e Mundo dos Filósofos)

John Locke: (Wringtown, 29 de agosto de 1632 — Harlow, 28 de outubro de 1704) foi um filósofo inglês e ideólogo do liberalismo, sendo considerado o principal representante do empirismo britânico e um dos principais teóricos do contrato social. (Wikipédia e UOL-Educação)

Immanuel Kant: "Age de maneira tal que a máxima de tua ação sempre possa valer como princípio de uma lei universal." Assim o filósofo Immanuel Kant formulou o "imperativo categórico". Ao buscar fundamentar na razão os princípios gerais da ação humana, Kant elaborou as bases de toda a ética moderna. (UOL-Educação e Wikipédia)

Carlos Drummond de Andrade: Poeta, cronista, contista e tradutor brasileiro. Sua obra traduz a visão de um individualista comprometido com a realidade social. (Pensador e Releituras)

Ernesto "Che" Guevara: (Rosário, 14 de junho de 1928 — La Higuera, 9 de outubro de 1967) foi um político, jornalista, escritor e médico argentino-cubano.Guevara foi um dos ideólogos e comandantes que lideraram a Revolução Cubana (1953-1959) que levou a um novo regime político em Cuba.Guevara participou desde então até 1965 na organização do Estado cubano desempenhando vários altos cargos da sua administração e de seu governo, principalmente na área econômica, como presidente do Banco Nacional e Ministro da Indústria, e também na área diplomática, encarregado de várias missões internacionais. (Wikipédia)

Chico Xavier: (Pedro Leopoldo, 2 de abril de 1910 — Uberaba, 30 de junho de 2002) foi um médium e um dos mais importantes divulgadores do Espiritismo no Brasil. (Wikipédia e Pensador)

G. W. F. Hegel: (Estugarda, 27 de agosto de 1770 — Berlim, 14 de novembro de 1831) foi um filósofo alemão. Recebeu sua formação no Tübinger Stift (seminário da Igreja Protestante em Württemberg). Era fascinado pelas obras de Spinoza, Kant e Rousseau, assim como pela Revolução Francesa. Muitos consideram que Hegel representa o ápice do idealismo alemão do século XIX, que teve impacto profundo no materialismo histórico de Karl Marx. (Wikipédia e Mundo dos Filósofos)

P. C. Siqueira: Ahh ele todos devem conhecer...?! Mais aí perguntam: Mas porque colocar uma foto do PC em meio a tantos gênios?
A resposta apresento-lhes em forma de videos:

Divagação sobre Religião, política e futebol - Parte 1
Divagação sobre Religião, política e futebol - Parte 2

E tirem suas próprias conclusões.

George Carlin: (Nova Iorque, 12 de maio de 1937 — Santa Monica, 22 de junho de 2008) foi um humorista, ator e autor norte-americano, pioneiro, com Lenny Bruce, no humor de crítica social. A sua mais polémica rotina chamava-se "Sete Palavras que não se podem dizer em Televisão", o que lhe causou, durante os anos setenta, vários dissabores, acabando preso em inúmeras vezes que levou o texto a palco. Até meados da década de 1960, Carlin manteve uma imagem tradicional, com fato e cabelo curto. Depois, ao escrever novo ato, decidiu deixar crescer o cabelo e a barba, tornando-se um ícone da contracultura. Crítico acérrimo das religiões, ateu convicto, principalmente do sentido da culpa e do controle social, defendia valores seculares. (Wikipédia e Pensador)


É isso pessoal. Esses são alguns dos meus idolos. Tenho muitos outros, que já citei em alguns posts aqui, e outros ainda postarei.

E agora o "Reflexões sobre o Sentimentalismo Empírico Caótico do Ser Humano", terá algumas novidades. Espero que gostem.
É isso ai.
E me sigam no twitter @GuiDDutra :D
Até mais.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Reticências...


"Os porta-retratos, as composições,
Poesias ainda em rascunhos,
Que um dia talvez, te mostrarei.

Lua cheia clareava,
Nossas fugas nas madrugadas,
E encontros as escondidas.

Um conto de dois corações,
De lembranças e sonhos,
Que um dia, talvez..."

Falta uma parte no nosso livro,
Que não posso escrever sozinho...

"Quando o sentimento é sincero,
Os carinhos torna-se ecos,
As sombras, silhuetas,
E os sonho, fantasia,
E a saudade torna-se uma vontade incontrolavel,
De ter tudo de novo outra vez.
E faria."


Vamos deixar que o tempo amadureça,
Para que o amanhã seja ainda mais belo,
E repleto de conquistas.



Ass: Poeta Autodidata

sexta-feira, 20 de maio de 2011

A concepção humana sobre Deus


Primeiramente, devemos entender que Deus não é algo físico, material e, portanto, não podemos discutir nada sobre sua existência e seus atributos baseando-se na ciência. Logo, só podemos discutir fé, quando colocamos Deus a duvida, como em uma espécie de laboratório, onde iremos quebrar o conceito formado que tinhamos até então, e monta-lo de volta, mas, dessa vez, iremos monta0lo baseado não na fé, mas na razão, na lógica, e em que podemos acreditar como verdade.
Se você não está preparado para por sua crença a prova, peço que feche esta página, e vá fazer algo que agrade seu comodismo, pois não me é necessário fanáticos religiosos tentando me convencer de uma crença cheia de dogmas sem fundamento. Assim, você não perderá seu tempo, muito menos o meu.
O ato de questionar verdades que lhe são dadas pelo mundo, seja sua família, sua escola, seu meio social, chama-se pensamento. A arte de pensar. Infelizmente, com a facilidade que a tecnologia nos proporciona hoje, nos acomodamos a simplesmente aceitar as como como são, de modo que fique mais cômodo para nós, e nos evite esforços físicos e mentais.
Então convido-lhe, ser que ainda insiste em ler esse texto, a parar por um momento o que estiver fazendo e não só ler com atenção, mas também questionar-se sobre tais verdade que vos direi.
Aprendemos, ainda criança, que existe um Deus, um ser imaterial, que tem coo atributos todos os sentidos humanos, mas melhorados e infinitos. Essa concepção colocada na sua cabeça não é culpa dos seus pais, pois que aquela época eles só queriam te proteger, deixar-te seguro, dizendo que nunca estaria sozinha, Deus sempre estaria com você. E mesmo porque, com cinco anos de idade, você nao conseguiria mensurar, muito menos discutir a existência de Deus.
Esse pensamento vem de muitas gerações atrás, ainda no tempo do "Homem das Cavernas",quando eles não tinham conhecimento cientifico para resolver questões naturais, eles acreditavam em uma força ou inteligência sobre natural, sobre fisica para tal caso. Por exemplo o "Deus da Chuva". Hoje aprendemos o ciclo da água ainda no primário, mas ainda sim existe tribos indígenas que acreditam em tal crença.
Aqui já posso fazer uma critica: Quando um cristão ofende um indígena por acredita em um Deus que lhe manda chuvas, qual argumento usaria o cristão, se o indígena lhe pedisse uma prova de que o "Deus Cristão" existe? [...]
Vocês sabem o nome disso? Hipocrisia.
A essa altura vocês já devem estar pensando que sou ateu, e em que modo irão me executar: Enforcamento? Fogueira? Deixo a imaginação de vocês.
A verdade é que necessitamos acreditar em algo maior, em algum ser todo-poderoso que nos defenderá de todo mal que nós mesmo criamos.
Quando pensamos em Deus, pensamos em bondade, paz e amor. Sentimentos bons faz-nos sentir melhor, e assim, o dia fica melhor, e começamos a perceber: o vento que lhe encontra a face pela manhã, o perfume das flores, a beleza das notas musicais, a satisfação por um sonho realizado, e o "milagre" do nascimento de um filho. Tudo isso parece um presente de Deus. Porém, tudo isso não faz prova para que Deus exista. O que existe é o poder do ser humano ter um sentimento bom sobre a vida. É o otimismo que nos deixa assim. Deixa a vida mais simples, mais fácil, mais feliz.
Fanáticos de plantão! Não estou dizendo que Deus não existe. Espere a conclusão.
Se formos acreditar na ciência, o universo tem bilhões de anos e não tem fim. A evolução e a seleção natural levou tudo a ser como é hoje. Homem, simplesmente homem. Por que acreditar em Divindades, se conseguimos explicar tudo pela ciência?
Será que conseguimos?
Manifestações sobre naturais sempre aconteceram. E não estou falando de marca de óleo na janela, que tinha a aparência de Cristo, nem das fotos-montagens de fantasmas que achamos na internet.
Falo de telepatia, uma sintonia que existe entre as pessoas, que mesmo depois que elas vão para o outro lado, continuam perto da gente.
A ciência diz que é saudade, e quando pensamos muito em alguém, a pare das lembranças no cérebro é ativada, e nos faz sentir o cheiro, a presença desse alguém. Mas, lá no fundo, você sabe que não é só você ali.
Não é só você que ri sozinho olhando para o teto ou o céu estrelado; não são só suas essas lembranças, pois que você diz para você mesmo: "nossa eu nem lembrava mais disso..." - e se pega falando "sozinho".
Se você consegue acreditar que há vida após essa passagem na Terra, e que existe um lugar melhor... Você também consegue acreditar que existe um Deus. Seja Deus indígena, cristão, muçulmano, egípcio, nórdico, e tantos outros. A verdade é que só conhecemos o que nosso pequeno e frágil cérebro humano consegue explicar, e isso ainda é muito pouco para entender a dimensão de Deus.
Por isso peço: Acredite e faça o que seu coração mandar. Não de dinheiro as falsas sombras que enriquecem em nome da fé. Faça você mesmo, de comida a quem passa fome, e vestimentas e cobertores a quem passa frio. Foram esses os ensinamentos de Cristo, pois ele, do alto de sua magnitude, ainda humilde, disse que todos somos iguais.

domingo, 1 de maio de 2011

Nosso primeiro beijo


Em uma noite perfeita,
Florescia um romance.

Caminhava ao seu encontro,
Olhando as estrelas,
Que diminuíam o brilho,
Ao ver você chegar,
Não entendia o porque,
Até olhar nos seus olhos...

Seu perfume tirava-me os pés do chão,
Era uma sensação de paz e paixão,
E ao segurar suas mãos,
Mais calmo fiquei,
Pois estava certo que de não estava num sonho,
Do qual nunca queria acordar.

O beijo?
É ser o Céu e a Terra,
É ser homem e ser Deus,
É ser sonho e realidade,
É inexplicavel.
Sentir o sabor de toda nossa história,
Dos apelidos carinhosos,
E das saudades que sentimos,
No tempo que ficamos longe um do outro.
E tudo se resume,
Em um momento ideal,
Em um simbólico,
E perfeito, beijo.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Hoje quero estar com você!


Talvez algum dia eu desista de nós,
Mas, esse dia não é hoje.

Talvez algum dia estejamos longe um do outro,
Um dia frio e chuvoso,
Silencioso e niilista,
Mas, esse dia não é hoje.

Talvez algum dia eu não sonhe mais com você,
Não sonhe mais em passarmos os domingos na praça,
E as noites olhando o céu,
Mas, esse dia não hoje.

Hoje quero estar com você.

O tempo perde seu espaço,
Quando não vemos a hora passar.
Pra que precisamos dele,
Se o que existe entre agente,
Não tem hora pra acabar?

Ver seu sorriso todas as manhãs,
Faz-me ser o cara mais feliz do mundo.
Seus olhos calmos, radiantes e perfeitos,
Faz-me ser o cara mais feliz do mundo,
Agora duas vezes.
Pois que, por duas vezes,
Você fez meu coração balançar.

Hoje quero estar com você.

domingo, 20 de março de 2011

Fora de órbita


Um conta-gotas no lugar do coração,
Onde no lugar do bombear,
Havia um ampulheta,
Contando o tempo que parou,
No instante que te vi.

Uma sensação estranha,
Borboletas no estômago,
Timidez, ansiedade e surpresa,
Mas só bastava um sorriso,
Para o mundo voltar a girar.

A ciência não entende nada de tempo e espaço.
E você só percebe isso,
Quando alguém o tira de órbita.

domingo, 6 de março de 2011

Pensamento positivo!


Neste post queria dissertar sobre algumas "verdades universais" tão proferidas nos dias de hoje. Algo como "Pensamento positivo traz coisas boas" e "Ajudar o próximo traz prosperidade".
Não há como provar fisicamente essas teorias. Não existe nenhuma ligação entre você ajudar uma instituição de caridade e ganhar na loteria. A primeira não é uma extensão proporcional da outra. Elas não estão ligadas.
Ora, se não a comprovação física, logo essas verdades são baseadas na fé, e portanto, teremos que deixar de lado a razão e realidade, e pensarmos em um outro plano.
Metafisica é a ciência que estuda aquilo que esta fora do real, aquilo esta fora do alcance dos sentidos, e para observa-los precisamos algo alem da razão: a fé.
E para discutir sobre fé, é necessário que estejamos focados sobre algo especifico, um mesmo campo de estudo, que por hora será o "pensamento positivo".

Pensar positivo faz com que certos hormônios sejam liberados no cérebro, trazendo a sensação de prazer, alivio, felicidade. Você se sente melhor pensando que algo vai dar certo. Mas, o fato de pensar positivo não implicará em nada no designo da coisa. Como disse, não há nenhuma comprovação física para tal hipótese. Se seus planos deram certo, não foram seus pensamentos positivos que o fizeram que assim acontecesse, foram as atitudes tomadas diante da coisa. Portanto, o pensamento positivo sobre a vida só dará certo se você agir de forma vinculada a elas. As coisas não caem do céu. Milagres não acontecem - ao menos não nesse plano. Se quer que algo acontece, faça acontecer. O pensamento positivo só vai fazer você dormir melhor a noite. Mas quando acordar, vai estar do mesmo jeito que estava.

Até aqui entendemos que não a ligação nenhuma entre o pensamento positivo e o que acontece na vida real. A realidade é moldada pela ação do homem em sua existência. E é só. Deus nem nenhuma magia sobre natural implica nisso.

Ps: Se você não entendeu até aqui, peço que leia novamente, pois não vai entender o que a por vir.

Agora vamos para a parte polémica: Ajudar o próximo traz prosperidade.
Também não há nada que comprove fisicamente que são ligadas proporcionalmente o fato de ajudar alguém com frágeis condições financeiras, e sua vida melhorar. O que acontece é que quando ajudamos alguém necessitado, ficamos felizes por ver a pessoa feliz. Isso libera os mesmos hormônios de paz e felicidade do pensamento positivo e faz que tenhamos mais tranquilidade para lhe dar com as coisas da vida. Sendo mais calmos, conseguimos lhe dar com as questões de nossa vida melhor e as respostas virão, tecnicamente, prósperas.
Entenderam o que acontece?
Você ajuda uma pessoa, e ajudando esta pessoa, você se sentirá melhor consigo mesmo, e isto fará com que você tenha melhor disposição para os problemas da vida. Assim sendo, sua vida melhorará.
Não existe um ser invisível que fica te viajando o tempo todo, anotando quando você ultrapassa o sinal vermelho e quando da dinheiro a um pobre. O que existe é a realidade e o que você causa a ela.

Atenção religiosos fanáticos fervorosos que talvez leiam este post, não quero aqui discutir a existência ou não de Deus, até porque este é um assunto muito extenso, e não quero toma-lo agora. Provavelmente em um futuro post. O que quero dizer aqui, é para que vocês, seres humanos, parem pra pensar um instante sobre a vida. Vocês acham mesmo que dando dinheiro pra pastores e igrejas seus milagres acontecem?!

Espero que depois de lerem este texto, reflitam, e gastem o dinheiro do árduo trabalho com algo que realmente importa.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Amor e Sexo - parte 1


Um relacionamento a dois exigi carinho, respeito e um mínimo de romance. Mas amor e sexo?
Das antíteses, as mais paradoxais estão entre amor e sexo. O tudo e o nada. O cheio e o vazio. A luz e a escuridão. A felicidade e a tristeza. E por ai vai.
Então vamos a questão: o que é mais importante, amor ou sexo?
Não existe resposta pronta e rápida e geral. Os motivos são muitos, começando por nos dividirmos entre homens e mulheres.
O homem é, por natureza, racional. Agimos com clareza e buscando razão a todos os nossos objetivos. Amamos de forma ponderada, do mesmo modo que dividimos nosso trabalho e os estudos. A mulher vem direto na contra-mão e mudando tudo. Por ser sentimental, ela vê tudo de forma moldada de acordo com os objetos que envolve a situação. Esse é o tal "sexto sentido" das mulheres. Elas são bem mais organizadas que os homens. Bem mais educadas e gentis. Mas tem uma semaninha do mês que não, definitivamente não, tente falar nada do cabelo dela, afinal, homens não entendem nada sobre isso.
Homens racionais e mulheres sentimentais é igual a equilíbrio? Haha.
Parece que de alguma forma as mulheres conseguiram nos confundir com todo esse lado sentimental, nos jogando de forma tão persuasiva e culposa contra a parede, que as vezes até chegamos a acreditar que somos culpados, sem ao menos termos feito nada. Nenhum homem resiste aos encantos de uma mulher. Entretanto, se a mulher for do tipo que não agrada o homem, não se sinta trocada por um jogo de futebol.

Então até aqui, entendemos que homens e mulheres pensam diferentes e sentem diferentes sobre tudo. Mais um ponto deixa a resposta ainda mais distorcida: os homens românticos e as mulheres racionais.
É, tem doido pra tudo. Homens que atuariam naturalmente num romance shakesperiano e mulheres tão racionais quanto um filosofo alemão.

Homens e mulheres tendem as vezes pro lado emotivo, e as vezes pro racional. Amor? Pro homem, as vezes, é gostar de quem de faz companhia, e as vezes, é só precisa de alguém pra estar do lado. A mulher, ao contrario, precisa de um amor pra chamar de seu. Alguém pra ouvir seus problemas e participar de suas escolhas. A mulher precisa romance. Precisa de alguém que a passe segurança.

Assim tentei responder a pergunta de tantas mulheres: Por que os homens só pensam em sexo?
Acho que da pra perceber no texto acima, que não temos como generalizar. A homens tantos homens românticos como cafajestes. É um equilíbrio, eu acho. E depois de tanto discursar sobre isso, penso que algumas entenderam. As que não entenderam, é simples, não procurem entender. Nada nunca faz sentido. Só curta a vida. Curta amor e sexo.

Eu continuarei com a parte II qualquer dia desses.

sábado, 1 de janeiro de 2011

Adeus 2010 - Parte 03

O tempo passou e eu continuava "suave na nave". Tirando férias permanente, assistindo todos os filmes que não podia assistir por falta de tempo e saindo todos finais de semana.

Em um desses finais de semana, houve um show de Metal que um amigo meu iria tocar, e agente foi lah dar apoio moral lol. Então chamei uma amiga pra ir no show comigo. Na verdade agente soh conversava pela net, e lah no show iriamos nos conhecer melhor e tal. Foi que gostamos um do outro, ela era lindah, inteligente, divertida, atenciosa, conhecia a galera, e uma das coisas importantes foi que a minha prima ciumenta gostou dela (ponto positivo :D). Fomos saindo mais vezes em outros lugares até decidirmos namorar. É muito bom estar com ela. Estamos juntos a mais ou menos três meses ♥ :)

Este mês encontrei um emprego novo. To gostando bastante. Aprendendo coisas novas, e ajudando no que posso o pessoal que já estava lá quando cheguei.

Sempre quando chega dia 31 de Dezembro, paro pra pensar se este ano valeu a pena. E digo que sim. Acho que foi um dos anos mais importantes, e que aprendi muito.
Tenho muitos planos pra 2011, mas não foi revelar senão perde a graça do post do dia 31 do ano que vem :D.

Abraço a todos. E Feliz Ano Novo lol.

Adeus 2010 - Parte 02

E é claro que eu não viajava sozinho. O meu amigo psicopático sempre ia comigo, e onde quer que ele estivesse, fazia todos em volta rir histericamente, mesmo quando ele chegou bêbado depois de tomar cinco garrafas de vinho sozinho, até oferecer energético pra uma amiga, pois ela iria precisar a noite (fikdik :B).

Junho. Meu aniversário. Meus amigos por perto. Ganhei até um cantil *-*. Balada gothica em Londrina. Conheci bastante gente nova. Mas esse mês também foi bem radical. Eu sai do trabalho onde já estava a mais ou menos quatro anos. Foi uma mudança e tanto na minha vida. Mas aprendi muito com isso. Aprendi como é o mundo lá fora. Eu tinha que passar por isso.

Um mês depois, fomos eu e o psicopático pra Sampa lol numa balada gothica. Foi uma viagem muito foda. Os gothicos de SP são bem diferentes que os daqui. Lá eles não tem medo de preconceito e na verdade não ligam muito pra os que os outros pensam. Sampa é a cidade mais liberalista dos costumes que eu já vi. Lá também conheci uma pessoa importante pra mim. Conversávamos em sites de relacionamento a mais ou menos uns quatro anos, e nessa viagem podemos nos conhecer pessoalmente. Um dos melhores domingos da minha vida, com a loira mais lindah do mundo :).

Adeus 2010 - Parte 01

Como é Ano Novo, temos que dizer adeus a mais um ano de nossas vidas. Então vou tentar resumir 2010, e dizer porque foi um dos anos mais importantes da minha vida.

Este blog "Reflexões sobre o Sentimentalismo Empírico Caótico do ser Humano" já existe a dois anos, e na maioria das postagens, ou eu escrevia artigos e poesias sobre diversos assuntos, desde guerras santas, história e filosofia, até os próprios sentimentos. Mas nunca, diretamente falei algo sobre mim. Se disse, foi algo subjetivo, escondido nas entrelinhas, que sim, era diretamente para pessoa que eu queria que lesse aquele texto (A). Então hoje vou fazer algo diferente, vou escrever de forma clara e sincera sobre o que aconteceu na minha vida em 2010.

Pra começar, passei a virada de 2009/2010 com meus amigos num pseudo-parque aqui em Cambé. Depois de muito felizes "andando e cantando e seguindo a canção" e muitas bebidas, ah pilha foi acabando e todo mundo cansou e então voltamos para nossas casas.

O começo do ano foi cheio de aventuras: shows de Metal, e rolês com a galera em Londrina, era só festa. Por volta de março, decidi tomar um rumo na minha vida. Entrei pra faculdade de Direito lol. O curso é muito bacana, muito da hora e ah galera é demais. Foi difícil no começo me acostumar com a correria do trabalho e faculdade, mas consegui me adaptar.

Pouco tempo depois, conheci uma pessoa muito especial. Ela revolucionou minha vida. O moleque criado com a avó no sitio (brinks :B), cresceu muito depois que essa pessoa apareceu. Eramos tão parecidos e com sonhos tão próximos que tudo foi muito bom. Linda, inteligente e independente, me mostrou que a vida é feita de sonhos e força de vontade, e que sempre conquistaremos o que sinceramente sonharmos.

Acho que essa história acabou por causa da distância. Mas a distancia material, a distancia dos corpos, pois que nunca nossas almas se distanciaram. Sempre nos encontramos nos sonhos.