quarta-feira, 26 de maio de 2010

Lembranças, por acaso...


Peço uma dose de sangue de dragão,
Daqueles que vem com os olhos no fundo da taça.
Vejo as pessoas sentindo medo,
E pensando:
- Quem será que está atrás daquela fumaça?

O sereno sombrio e eterno casulo,
Se esconde onde jamais procurarão,
Ninguém lembraria do passado,
Quando, que por acaso,
Ali só à escuridão.

Na taberna expremem -se os vermes,
Tolos e ridiculamente apaixonados pela vida.
Se não me entendem, porque nem procuram entender,
Ao ver me tomando a imaginação,
Quem dirá ser louco um vampiro,
Ou um caçador de dragão?

Vitorias são cantadas a todo tempo.
Nem precisamos obrigatoriamente ganhar.
Te elegem o líder supremo,
Mesmo com a cara mais débil,
E desprovida de inteligência,
Que não usa de rimas,
Que não usa de métricas,
Que faz do movimento moderno sua principal falta de personalidade.

É essencialmente niilista e fraco,
Um sentimento e um fardo,
Pensamento de que a vida tem de existir.
Senão pensas assim,
Egoísta, e estúpido, um suicida potencial.
Será lembrado por gerações como o fracasso.

E se viveres,
Engolindo a poeira que ficastes,
Olhando a porta entreaberta que outros deixaram,
Tomando seu imaginário sangue de dragão,
Numa taberna, localizada no canto mais escuro de seu quarto.
Também serás lembrado como o fracasso.

Ah, como queria que certos tempos voltassem...

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Forever: A despedida


Vislumbravam a paisagem de um crepúsculo em meio a árvores chilenas e nacionais. Sentados em um banco, ela deitada em seu colo, confessa-lhe:
- Daria tudo para você não ter que ir embora...
Ele, desde muito emocionado, ansiando tal despedida, reponde:
- Meu amor. Não pense que vou embora. Pense que apenas vou passar alguns dias com minha família, e logo volto pra ficar com você.
- Mas quando você volta?
- O quanto antes, o mais rápido possível. Prometo!
- Eu acredito em você!- nessa hora seus olhos se enchem de lágrimas,e ela diz, meio que se segurando: - Promete, também, que ficaremos juntos pra sempre?
- Meu amor... Você é tudo pra mim.- ele para, respira fundo, e continua - Não consigo, não dá, pensar na possibilidade de viver sem você.- Assim, limpa as lágrimas dela, e as suas, pois naquele momento já não mais conseguia se conter, e diz olhando no fundo de seus olhos: - Eu prometo que ficaremos juntos pra sempre! Pra sempre!
- Eu te amo tanto... tanto!
- Eu também te amo, meu amor!
E como não poderia faltar, o Sol ilumina a cena final. Que termina com o mais sincero e romântico beijo, composto de paixão, doçura, calor, paz e, principalmente, um amor incondicional.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

O Poeta II: A morte


O poeta é sempre o ultimo a morrer.

Morre o poder,
Morre a ganância,
Morre a loucura.

Morre a covardia,
Morre a traição,
Morre o arrependimento.

Morre o egoísmo,
Morre o medo,
Morre a esperança,
E o poeta ainda vive.

Quando um poeta morre?
Quando deixa de acreditar que a poesia é imortal.


Foto: Mário Quintana

O Poeta: a essência


Pode uma estrela apagar,
O oceano secar,
O ar acabar,
O poeta ainda vai existir.

A poesia cria-se espontâneamente.
Seu temperamento muda conforme os sentimentos.
A felicidade compoê-se em sorrisos e danças,
A tristeza em olhares cabisbaixos e solidão.
O poeta retrata aquilo que sente,
E só o que sente.
Não o que vê, não o que ouve.

O poeta é só um coração.
O coração da alma.


Foto: Vinicius de Moraes

quarta-feira, 5 de maio de 2010

O lobo dos olhos verdes


O lobo senti a Lua tão próxima,
Manso é a o ar quente que vem dos céus,
Ele sabe a distância do mar às estrelas,
E cada vez mais se apaixona,
E cada vez mais se apaixona...

O coração rochoso se esquenta à mata verde,
Se enche de orgulho, mais muito inseguro,
[Prefere não se expor,
Se auto - proclama louco, começa a pensar:
"Sou um lobo ou uma estrela-do-mar?"

Enraivecidamente apaixonado pelo seu ego,
Foge para o mundo obscuro,
Da subjetiva maneira de ser,
Encontra-se completamente perdido.

Não encontra mais palavras,
Não encontra mais gesto,
Mas sabe que quando o olhar nos olhas da realeza,
[Mais uma vez,
Se apaixonará cada vez mais,
E cada vez mais...

domingo, 2 de maio de 2010

Pensando na vida...


Tem gente que não cansa de errar!
Erra a questão mais idiota da prova,
Erra a hora de acordar, e sai correndo, atrasado,
Erra falando mal dos vizinhos,
Erra chegando bêbedo em casa no domingo de manhã,
Erra a medida da porta pra passar o guarda- roupa,
Erra as mensagens de celular que vão pra outra pessoa,
Erra o tempo que o leite leva pra ferver,
Erra as datas importantes do namoro e casamento,
Erra ao entrar na rua errada e ficar andando em círculos num lugar completamente desconhecido,
E erra por não pedir ajuda por isso.

Mas será que, escrever um artigo falando dos erros, seria um erro?
Se for eu estou errando neste exate momento, e não posso expressar tal emoção...

Tanta gente da tanta importância a algo tão passageiro.
O erro acontece não por sentimentos de felicidade ou raiva, mas por pura falta de concentração.
Não brigue com você mesmo por ter errado aquele penalti,
Ou por ter somado errado as contas do mês.
O erro só não pode virar rotina, porque se não...

As vezes, quando alguma coisa da errado, e geralmente essa coisa é muito importante para nós, nos perguntamos: Aonde foi que eu errei?
Existem milhares e milhares de respostas para isso, mas, com toda certeza, a maioria das vezes é por falta ou exagero de atenção.
Quando damos muita atenção a algo, principalmente a alguma pessoa, parece que, para nós, o mundo gira em torna dela, e só, em torno dela.
E não é bem assim que acontece. As pessoas são seres individuais, e precisam de seu espaço, seu tempo. Todas as pessoas tem suas aptidões, suas dificuldades, seus desejos. Então não confunda os mundos. Nunca viva a vida do outro. Viva a sua. Quando ela se sentir a vontade pra te contar os segredos do mundo dela, garanto que será muito melhor do que tentar adivinhar o que tem além dos muros.

A vida é pra ser vivida por desejos.
Pessoas só são meros instrumentos das forças que conquistam os desejos.
Pessoas que tem os mesmos ou parecidos desejos, se dão bem, por afinidades, e como os desejos tendem a se realizar por puro otimismo, essas pessoas tendem a juntar seus mundos. E isso é perfeito.

Jamais queira dar uma de astronauta, ou um alien analfabeto,
Você não vai entender, tão fácil, o hieróglifos alheios.
E por desafinidades, os mundos se distanciam cada vez mais.

Você prefere ter uma galáxia ao seu favor, ou ser conhecido como um meteorito num universo gigantesco?

A vida é pra ser vivida por pessoas,
Mas só as que desejam viver.

sábado, 1 de maio de 2010

As mensagens na Lua...


Meu amor...
As vezes imagino a Lua,
E me pergunto o que ela estaria pensando sobre nós.
Ela que está sempre presente nas nossas noites de aventura,
De paixão, romance e loucura,
E ela nunca vai embora antes de adormecermos.

As vezes acho que ela sabe de tudo.
É uma vidente, ou algo assim.
Ela sabe a hora certa de aparecer e brilhar mais forte,
Pra eu mostra-la a ti,
E dizer que seus olhos são ainda mais lindos.

A Lua é nossa futura estação.
Conheceremos da Estátua da Liberdade às Pirâmides,
Te mostrarei os lugares de tantas inspirações dos românticos.
E as cartas e mais cartas e eternas que nenhum futuro apagará.

Das altas montanhas,
Te mostrarei os anjos,
Te mostrarei o Céu,
E direi:
Eu te amo,
Pra sempre!