quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Antes que esqueça


Fiz-me o vento,
Para de leve,
Em seu rosto tocar.
Sempre atento,
Para que a neve,
Não possa ficar,
Sobre nossas noites,
E nossos beijos,
Nossas fontes,
Nossos desejos,
Nosso amor,
Nosso amar.

Um relógio lento,
Uma hora,
Que não queria passar,
Em meu pensamento,
Sempre e agora,
Daquele momento vou lembrar,
E antes que esqueça,
Só queria te dizer...

12 comentários:

Débora Costa ; disse...

Uau, eu realmente gostei disso aqui.
Seu blog é incrivel. Parabéns.


http://www.rienpersonnel.com/

Seu Silva, o zelador fiel. disse...

MUITO BOM ESSE SEU POEMA. ESSA COMPARAÇÃO COM O VENTO É REALMENTE SURREAL. PARABÉNS!


TEM POSTAGEM NOVA NO BLOG. DEPOIS PASSA LÁ:
http://ozeladorfiel.blogspot.com/2011/08/maldita-universidade-federal.html

Richard Mattos disse...

Muito lindo...acesse:www.richardmattos1.blogspot.com

Bruna disse...

Guilherme, porque tão doce?

Kelly Christi disse...

gostei do final, vc poderia ter trabalhado mais o que o eu-lirico queria dizer a essa pessoa, uma nova forma de dizer "eu te amo"? abraço, blog muito bom, eu adoro blgos literários, se conhece ou quiser ocnhecer o meu saberá o motivo rs abração.

José Junior disse...

Olá, gostei a poesia, maneira! Estou seguindo! Se possível me retribua a visita no: http://novadiaria.blogspot.com/ Acho que vai gostar das postagens... Abraço!

Cicero Edinaldo disse...

ESPETACULAR!

Duilio Pereira disse...

Linda essa poesia. Parabéns!

Lucas Nuti disse...

Ai, o amor, sempre detonando com as pessoas...
Bom dia.
_____________________________
http://www.alteregodonuti.blogspot.com/

Cicero Edinaldo disse...

simplesmente impecável... parabéns.!

Mauricio Trindade disse...

Leve como um compasso de uma música de Jazz

Ri disse...

Adorei a poesia e blog... primeira vez que visito... Passarei sempre de agora em diante!!!!