quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Vivendo para sempre


Os dois debruçados sob a janela, do segundo andar, de um hotel em plena madrugada de sábado:
- Sabe como é imaginar sua vida...- ela reflete indagando-se.
- Viver imaginando a vida? - ele responde.
- Quando imaginava minha vida, colocava cada ponto, cada detalhe, de como queria que fosse.
- E cada vez que se enchia de alegria...
- Vivia aquele momento como se fosse o agora.
- E agora acha que está vivendo aquele momento?
- Com toda certeza.
- Sonhava em enfeitar a Lua em uma madrugada de hotel?
- A Lua enfeitava meus olhos. As janelas de madeira, o abajur envelhecido, e vinho barato... Cada detalhe que faz desta noite a mais feliz de...
- Nossas vidas.
- Poderia viver esse momento para sempre.
- Quem disse que precisa acabar?
- Quando a luz do Sol iluminar a cabiceira da cama...
- Eu estarei feixando a janela no instante em que os raios de Sol pensarem em entrar.
- Viver para sempre...
- Em um quarto de hotel...
- Com lençois cor de vinho...
- Enquanto o Sol e a Lua dividem espaço...
- No quadrado mágico...
- Em que hoje te abraço forte...
- Comparando seus olhos com luar...
- Vivendo esse momento, para sempre.

2 comentários:

Danilo Andrade disse...

Muito bom este texto! Penso que nós seres humanos por natureza buscamos fazer planos estabelecer objetivos enfim, normal. Mas por outro lado creio que devemos mesmo que por algum momento viver o instante, aquele exato momento como se fosse o último que até poderia ser... sair um pouco do trilho, da vida certinha e delimitada sem pensar no que vem depois...

Abraços

♥ Evelin Pinheiro ♥ disse...

Lindo Gui... momentos mágicos parecem eternos!!

Andei beeeem sumida pelos motivos de sempre, e ainda por cima, me mudei de casa, tudo uma bagunça. Mas tentarei estar mais presente!
Tem postagem nova, confere lá!
Beijos*-*
evesimplesassim.blogspot.com