domingo, 2 de outubro de 2011

Carpe Diem


Aprender a viver, pois algumas pessoas apenas existem.
Máximas assim expressam muito de nossa vontade, mas não toda ela.
Como um verso de Clarice Lispector: "Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão".

Momentos ruins acontecem para nos fazer lembrar dos momentos bons, enquanto os bons acontecem para nos fazer esquecer dos ruins. E esse ciclo vicioso perdura por todo a vida.
É facil falar. Dificil fazer. Viver cada dia como se não ouvesse amanhã.
Temos problemas. Vivemos neles. Vivemos deles.
A questão não é ver um copo meio cheio ou meio vazio, a questão é como enxê-lo ou esvaziá-lo, porque não é para sempre que estará ali.
Mudanças e mais mudanças. Atitudes heróicas e outras muito covardes.
Tragédia e comédia competem no mesmo palco em que o Sol e a Lua desfila seus raios refletidos na gravidade.

Jovem cavaleiro, que por onde brandir o veneno de sua espada, possa ficar os destroços de um dia ruim. O Leviatã que te faz pensar em noites passageiras, que possa ser seu guia nos atos de coragem. E que Deus ilumine sua alma quando não mais resistir a saudade.

Esperança para que dias melhores virão.
Razão para saber discenir o erros dos acertos.
Emoção para saber colocar os olhos nos olhos, segurar a mãos leves de uma dama e faze-la sorrir.
Saudade para os melhores momentos de nossas vidas.
Vontade para faze-los acontecer novamente.
Inspiração para não faze-los de forma igual, e...
Destino, para saber que sempre seria assim.

4 comentários:

Sandro Mangueirense disse...

Rapaz, que texto lindo é esse?? Nossa, vc mesclou uma crônica, com poesia, sei lá, algo tão surpreendentemente bem escrito, e o que é melhor, sem se perder uma linha sequer do tema central da postagem, que é o "viver", acreditar, uma idéia positiva, sem deixar de reconhecer as dificuldades, porém não usando-as como desculpas, pelo contrário! SENSACIONAL!

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

Samira Machado disse...

Muito bom o texto, todos precisam aprender a aproveitar o dia.
Seguindo

http://thebookofmydreams.blogspot.com/

Fernanda disse...

É fato: vivemos dentro e dos problemas, e esperar vencê-los inteirinhos para começar a ser feliz não é política inteligente. Temos inclusive de fazer a felicidade esmagar a problemática com a imponência, a irrefutabilidade de sua presença. Carpediemos sempre, seja o que seja! Beijos e sucesso no blog!

Ana Paula Maia disse...

Ameeeei! Muito bom o seu texto, tens uma arte na escrita e da mesma forma um realismo no contexto.