sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Socialismo e o conto de fadas


Por que o sonho de ver todas as pessoas "iguais" não acontece?
Talvez porque, a principio, todos os seres humanos são diferentes. Temos personalidades, aptidões diferentes.
Em um sociedade comunista, funcionaria que todos aplicaria sua renda em um banco comunitário, em que o governante dividiria de maneira igual à todos os cidadãos. Perfeito! Até ter ciência do fato de que as pessoas não trabalham de maneira igual, não tem capacidade e força de vontade iguais, por isso não é justo que recebam a recompensa de seu esforço de maneira igual. Um médico que estudou a vida inteira não pode receber a mesma quantia que um pedreiro - não desmerecendo os pedreiros, de forma alguma - só acho que um país mais justo, uma sociedade mais justa, não é aquela que vê o povo como um todo e dividi a renda mensal entre eles, mas sim, que vê o individuo inserido neste povo, e que este busca sempre melhorar suas recompensas através do próprio esforço.

A sociedade capitalista é a resposta certa para o individuo. O melhor trabalhador, receberá o salário maior. Assim vemos tantas buscas por aperfeiçoamento na maneira de trabalhar, com cursos técnicos e faculdades.

O problema do capitalismo é que ele dá chance para os fracos, e estes vivem à esperança de filantropia e doações dos cidadãos mais generosos.
Mas isso não quer dizer que o capitalismo é ruim. Muito menos que o socialismo é melhor. É só colocar na balança: é mais fácil seu vizinho sedentário lutar por um trabalho e ser o melhor nele, ou fazer com que você trabalhe mais para sustentar ele? Agora entendeu por que o socialismo não acontece?

A minha pergunta é: Por que ainda tem gente que insiste nisso?

12 comentários:

Débora Pereira Rodrigues disse...

bom texto, parabéns.

Michele Peixoto disse...

“Vamos imaginar que a vida seja perfeita. Você está num mundo justo, com pessoas íntegras. Tem tudo o que quer. Os seres humanos fazem tudo adequadamente, nas horas certas. Imagine que neste mundo você tenha tudo o que deseja – apenas o que deseja – exatamente como sonhou, vivendo quantos anos queira”.

“Imagine que depois de 100 ou 200 anos você se sente num banco imaculadamente limpo, diante de um cenário magnífico e pense: ‘Que chato! Falta emoção!’”

Neste momento, você repara num botão vermelho à sua frente escrito: “SURPRESA!”

“Depois de considerar todas as possibilidades da palavra, você aperta o botão.
De repente você entra por um túnel negro e sai exatamente no mundo em que você está vivendo agora”.

Algumas imperfeições são importantes para despertar em nós o desejo de mudança.
Abraços

Alessandra disse...

Hm. Eu realmente estou num conflito do comentário que deixo aqui. IUHAIUDA, foda de fazer ciências sociais... Eu também não sou socialista, entretanto preciso sair em defesa da sua teoria ;) o que eles acreditam é que a distribuição da renda deveria ser mais igualitária. Não por quem estuda mais, mas pelos trabalhos de maior necessidade, ainda que um médico seja importantíssimo, por que ele ganha absurdamente mais que um pedreiro? Que construiu a casa em que ele mora e faz muito mais esforço - lê-se trabalho braçal? Esse é o contexto. Por que um médico tira às vezes, no mínimo 10.000 reais por mês, enquanto um pedreiro tem que viver com um salário mínimo que mal dá pra pagar as contas se fomos ver o tanto de impostos que temos hoje. Por que tem-se pouca gente controlando muita coisa, e muita gente sem nada? Eis o argumento dos socialistas. E por que, acima de tudo, tantas diferenças. Pode ser que o seu vizinho seja um sedentário, mas pode ser que ele seja alguém que vive marginalizado e não teve as mesmas condições que você de conseguir as coisas. Nem todo mundo é brilhante, e às vezes, nem todo mundo opta pelo caminho mais difícil. E não é por que ele é pobre e preguiçoso, e por que todos nos movemos pela Lei do Menor Esforço de Darwin ;) De qualquer forma, entendo sua opinião.

Neuro-Musical disse...

O capitalismo, na minha opinião, é o melhor sistema de sociedade que o ser humano inventou. Cada pessoa batalha pelo o que quer e o que merece. Nada de esmolas...

... O mundo é para os espertos =)

http://cerebro-musical.blogspot.com

nerifish disse...

Você abordou um assunto polêmico, mas de longe eu discordo de você. Não concordo com o socialismo, mas o capitalismo que vivemos está longe de ser o ideal. Um capitalismo que valorizasse o potencial do indivíduo, mas que também zelasse pela igualdade de direitos básicos, por exemplo, é o q eu chamaria de ideal. Em tese o capitalismo pode ser melhor, mas na prática, é um Deus nos acuda.

Guilherme D. Dutra disse...

Bomm Alê, vc tocou num assunto que seria a distribuição de renda, e os impostos. Pra falar sobre isso, teriamos que ter a mesma visão de sociedade. Eu sou a favor do libertarismo, é a vontade do individuo que manda, e não o Estado. Mas vejo tanta gente que discorda, e as vezes me julga anarquista por isso. Então nem discuto com essas pessoas. Em um proximo post, falarei sobre livre mercado e impostos. Ai agente conversa certinho :)

Carolina B.! disse...

Creio que o socialismo nunca daria certo, porque praga-se a mudança no social apenas, esquece-se do índivíduo como voce escreveu, com todas as suas diversidades.

O sistema capitalista me frusta profundamente, estou longe de apoiá-lo ideologicamente.

As mudanças que só dariam certos ao todo, tem que ser feitas dentro de cada um, individual,mental, espiritual, para depois ser refletida numa organização mais equilibrada em sociedade...

" Amanda Lopes" disse...

Gostei do seu blog!!
e o assunto do qual tratou nesse post pode ter várias formas de interpretação!!

Talvez seja comodo para as pessoas que não estudam e se aperfeiçoam em algo pensar em um modo de receber o mesmo que um médico(por exemplo)! Embora isso seja meio surreal ao meu ver!!

Sucesso com o Blog, e valeu por passar no meu!!

Beijos

William disse...

Nada é perfeito. Mas o imperialismo ocidental é repudiante.
Um abraço

Anônimo disse...

cara, que foda, nunca pensei assim

Jason Shaddows disse...

mas porque que países socialistas/comunistas
ainda vivem na miseria?

Anônimo disse...

Só algumas observações:
- Socialismo e comunismo não são a mesma coisa;
- Nenhum dos dois sistemas prega a simples distribuição igualitária da renda, eles pregam que todos devem ter as mesmas oportunidades e os mesmos direitos, como lazer, educação, saúde, segurança, transporte etc, independente do trabalho que exerça;
- As pessoas que insistem nisso provavelmente entendem melhor do assunto do que você, e não ficam passando desinformação como se fosse verdade.