sábado, 18 de dezembro de 2010

Sonho lúcido


Noções pequenas de grandes conquistas deixadas de ganhar,
Era assim que se sentia o pirata pirado em alto mar,
Gotas d'aguá transformadas em bolhas de ar,
Partiu.

Eclode dentro do peito uma saudade esquecida,
Insana a intensa vontade perdida,
Rasga a cicatriz fria ferida,
Ninguém viu.

De uma ponte a outra liga a lugar nenhum,
Sem fim ou começo algum,
Apenas gelo e um copo de rum,
Seguiu.

Rolando os dardos e movendo as vitórias,
Xadrez, damas a guerras em glória,
Soldado de chumbo com sua oratória,
Fugiu.

8 comentários:

Lud disse...

nossa, muito bom!
eu estudei sonhos lúcidos na faculdade. É mais ou menos aquilo de acordar no próprio sonho. E, aprendendo a controlar isso você pode ser quem quiser e onde quiser. Mas acho que isso seria um pouco deprimente porqu uma hora você teria de acordar.

Anônimo disse...

Pensei que eu ia comentar e dizer pura tema, você fez por si mesmo? É realmente impressionante!

pâற Gαяdєи disse...

"Noções pequenas de grandes conquistas deixadas de ganhar"

Adorei este verso =]

Rony Phanuelly disse...

Adoreeeeeeeeei Gui, é tão....
mE LEMBRA PIRATAS DO CARIBE!:D
em muita musicalidade, gosei demais *-*

http://www.loucoporvoce.com.br/ disse...

Acorde seu dos seus sonhos

Sheila Costa disse...

Olá, Guilherme gostei muito de seus escritos, suas reflexões são super interessantes. Um abraço.

BLOG DO PROFEX disse...

Guilherme, estou curtindo aqui seus textos góticos e piradões. Vau.
Um grande Abraço e um 2011 mais luminoso!

Lucinei Campos disse...

Muito louco, porém centrado. E o que não seria louco nesta vida, a qual nos passamos todos por lúcidos iludidos!

Parabéns! E uma perguntinha! O que lhe interessou no meu blog meu caro!?

Abraços e siga o caminho da verdade, pois ela só tem caminho, não o fim!
http://escritordanoite.blogspot.com/